O MOMENTO É DE FICAR VISÍVEL PARA OS RECRUTADORES!


<div><img src=/biblioteca/originais/609_O_momento_de_ficar_visivel_para_os_recrutadores_300x300.png></div>No meio de tantas dúvidas no cenário econômico e político,fica uma certeza: a de que o País precisa voltar a crescer.Uma das apostas do governo federal para retomar esse crescimento está na aprovação do projeto de lei que limita o teto dos gastos públicos. Economistas acreditam que a redução das contas do governo e a reforma da previdência ajudariam no aquecimento da economia. Com isso, a arrecadação de impostos aumentaria, melhorando as contas e reduzindo a dívida pública.

Em seu estudo “Panorama Econômico Global”, apresentado no primeiro semestre, o FMI (Fundo Monetário Internacional) afirmou que, embora a projeção seja de crescimento zero para a economia brasileira em 2017, ele deve ficar positivo em algum momento do ano. Mesmo tímidas ainda, as boas perspectivas têm animado o mercado e incentivado profissionais, tanto os que desejam voltar ao mercado de trabalho quanto os que aspiram por novas posições ou desafios no mundo corporativo.

Quem busca uma vaga precisa estar atento à importância do networking e, pertencer a uma rede profissional, como o LinkedIn, aumenta a visibilidade e as chances de ser encontrado pelos recrutadores.

O perfil é fundamental para ser encontrado e precisa estar sempre atualizado.

Um perfil no LinkedIn vai além das informações estáticas contidas em um currículo, é a oportunidade de se expressar profissionalmente e mostrar todo o seu potencial para a rede de contatos através dos diversos conteúdos compartilhados.

Em primeiro lugar, faça um bom resumo baseado em suas qualificações, áreas de experiência e especializações. A forma ideal é falar qual a sua profissão, anos de experiência nas áreas descritas, instituições nas quais estudou.

Coloque uma boa foto, que reflita uma postura profissional, jamais informal. Perfis com fotos são 14 vezes mais visualizados.

Além de uma boa imagem nas plataformas profissionais é importante cuidar do comportamento nas redes sociais, pois os recrutadores irão observar todas as atitudes online antes de selecionar um candidato para uma entrevista.

É preciso ficar atento também nas novidades da rede. O LinkedIn lançou recentemente ferramentas que ajudam na busca de empregos e a mais interessante delas é uma que permite que profissionais empregados possam procurar novas vagas sem que o chefe saiba. Chamada de “Open Candidates” (candidatos abertos), o recurso permite que você marque interesse em uma vaga sem que isso seja compartilhado na sua rede. Dessa forma, caso você tenha chefe e amigos na sua rede, essa atividade não ficará visível para eles

Alguns caminhos para quem se candidata ter mais chances de uma oportunidade:

- Não troque o título pela informação de que está em busca de recolocação. O título é o que você faz, e como pode ser achado. No resumo você pode falar sobre a situação atual;

- Peça recomendações para antigos chefes, clientes e colegas de trabalho. Essas avaliações sobre seu desempenho costumam ser referências importantes para os recrutadores;

- Compartilhe conteúdo relevante. Isso demonstra seu nível de conhecimento, interesse e desenvolvimento na área, o que pode chamar a atenção de outros perfis e criar possibilidade de fazer novas conexões;

- Não envie currículos para pessoas que você não conhece, nem convites de conexão a recrutadores. Eles gostam de caçar, e não de serem caçados. Procure fazer conexões com outros profissionais que possam te apresentar a essas pessoas.

- Crie uma rede de conexões com foco em qualidade, e não quantidade. Siga pessoas que seriam interessantes como conexão, antes de enviar um convite. Você não poderá enviar mensagens para essas pessoas, mas poderá ver tudo o que elas publicarem, o que pode te ajudar numa possível entrevista.

Contato

 Av. 9 de Julho, 5229 - 1º Andar - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 01406-200


  (11) 4810-5338


contato@dmsdigital.com.br